segunda-feira, 8 de outubro de 2007

16 razões para gostar de você




1- O calor da tua pele deixou marcas indeléveis na minh'alma

2- Teus olhos viram o que é em mim essência

3- Nossos espíritos se tocaram no gozo

4- Tuas palavras me divertem e instigam

5- Teu abraço me aconchega, aquece e protege

6- O que você tocou, o que é seu, seus presentes, o que foi seu, tudo me faz pensar em você

7- Eu vejo sinceridade e verdade na sua entrega

8- Me fazes sentir mais (n-complementos aqui)

9- "Forbidden love?"

10- Seu cheiro está em tudo que é meu

11- Eu planejo o futuro (e contigo!), coisa que raramente fiz sozinho

12- Meu coração se enche de orgulho quando te vejo falando com meus amigos

13- Você aprecia o que há de mais belo na música

14- Você instiga meu lado artístico, sendo pai, mãe e musa

15- Sua voz me desmonta, provocando aqueles calafrios de adolescente que ainda não conhece o amor

16- Nada mais parece me importar

7 comentários:

Mike disse...

Uau, depois dessas 16 razões...
Mesmo eu, que não sou lá muito romântico, cairia de quatro (no sentido literal, claro!)

Carinha, tb sou um manezinho da ilha perdido em BSB
Quem sabe não fazemos contato?

Valeu

Di disse...

Espero que já tenha dito ou feito a moça ler aqui no seu blog mesmo tudo isso, se não, diga ou a faça ler aqui. Acredito que fará um bem enorme pra ambos.

Acaso disse...

Belo, belissimo. Muito bom o texto.
Mas não gostei de ler.

(Quer que explique?)

DiogoAdjuto disse...

Manezinho, queria saber pra quem foi isso...Lindo demais...encantador...sedutor, como sempre...

Mefisto disse...

Mike,
Vem cá...Te conheço?
:P
...eu não estou perdido em bsb, mas pretty much the opposite.


Di,
O objeto desse post é idealizado. Há, bem verdade, umas pinceladas de verdade, mas é muito mais um 'roteiro-prenda-me-se-for-capaz'.
Hai capito?
Bjo.

Acaso,
Pode desenhar? Mímica? Gosto de gráficos, tabelas e diagramas.
;)
Abração!

Diogo,
Como escrevi pra Di aqui em cima, é uma mistura de realidade com desejo.
Abraço!

Di disse...

Entendi sim! ;)

Gostei do filme "prenda-me se for capaz". :p

Anônimo disse...

Faço mais um comentário escondido entre trapos de vergonha. Já cheguei aqui (selecionando) no seu blogue. Prometo que irei ler os que deixei para trás. Por hoje vou parar neste post, pensando no quão intenso pode ser o amor e no quão lindo ele fica quando é transportado em palavras. Referindo-me a um texto lá de trás: eu choraria rios vendo 'O Fabuloso Destino de Amélie Poulain'. Há tanta intensidade aqui (blogue) que novamente volto ao meu enconderijo.